sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Proteína!

A proteína é a base da constituição de qualquer músculo. Disso não resta qualquer dúvida. A parte "densa" da massa muscular é constituída por Proteína ou fibras proteicas. É o primeiro de todos os suplementos que deve ser tomado. É simplesmente o alicerce. Só em cima dele é que se pode continuar a construção de algo sólido. Estudos científicos e experiências recentes de culturistas e "gentes" dos desportos com pesos defendem que o consumo de proteína para um atleta de musculação ou outros desportos onde a massa muscular seja um objectivo deve ser no mínimo de 1,5g / Kg de peso corporal / Dia. Assim sendo, um atleta de 80Kg deve consumir por dia 80 x 1,5g = 120g de Proteína.

Os principais alimentos onde a Proteína existe em maior quantidade são:

Carnes - de preferência carnes brancas como por exemplo aves, galinha, peru, etc…
Peixes - Atum, bacalhau, pescada e quase todo o tipo de peixe
Ovo - Apenas a clara. A gema é perigosa, contém muita gordura e colesterol.

A proteína é um nutriente um pouco difícil de se conseguir nos alimentos, principalmente isolada de gordura.
Leite - cerca de 3g por mililitro - produtos lácteos - ex: 10g Dentro dos suplementos podemos classificar a Proteína em 3 grupos:

1. Proteínas de Absorção Rápida: Proteínas de soro (Whey). Podem ser Proteínas de soro concentradas, isoladas e micronizadas. Normalmente uma boa Proteína Whey contém um pouco de cada um destes tipos. A Proteína pode ser consumida em qualquer altura do dia, no entanto, devido ao facto de ser extremamente fina, filtrada, sem impurezas e de absorção extremamente rápida, faz com que seja a ideal para tomar imediatamente após um duro treino de forma a obter a melhor recuperação reconstrução e criação de massa muscular mais densa, volumosa e forte. É considerada a melhor Proteína até hoje existente para culturistas e musculação.

2. Proteínas de Absorção Média: Nesta parte podemos classificar as proteínas do leite e do Ovo (Albumina). Como todo o tipo de Proteína são fundamentais para o músculo, mas devido à sua absorção de média velocidade soa as mais indicadas para serem tomadas cerca de uma hora antes do treino juntamente com Hidratos de Carbono. Também são uma boa opção para o resto do dia de forma a complementar refeições, mais pobres em Proteína.

3. Proteínas de Absorção Lenta: Aqui temos principalmente a denominada Caseína ou Caseínato de Cálcio e a Soja. É um tipo de proteína de libertação e absorção pelo organismo bastante prolongada. Isto faz com que seja ideal para manter um nível proteico elevado no organismo ao longo de todo o dia. No entanto o principal momento para utilizar estas Proteínas é ao deitar. Deve sempre tomar-se um batido nessa altura devido às longas horas que vamos passar sem comer. Os melhores suplementos nesta gama são as chamadas Proteínas Time-Released, pois não só contêm Proteína de lenta absorção, com correctas quantidades de outras mais rápidas de forma que a todo o momento haja uma Proteína a ser absorvida. Uma outra utilização por excelência destas Proteínas, é para substituir refeições sólidas ou uma parte delas em fases de perda de gordura, garantindo assim a conservação da massa muscular. Ideais também para serem tomadas à noite e em conjunto com suplementos Pró-Hormonais, cerca de 30 minutos antes de dormir.

Conclusão: A Proteína faz parte do dia-a-dia de um atleta de pesos e de outros desportos também. As suas aplicações são múltiplas, pois aplica-se a vários objectivos a conseguir com o corpo. Sem ela quase não vale a pena prosseguir. Nota: Cada batido de Proteína deve ser cerca de 30g de "pó", isto porque é o limite que o organismo consegue absorver por refeição. O resto é deitado fora pelo corpo.