domingo, 18 de Setembro de 2011

Benefícios da Ginática Localizada


O que é a ginástica localizada? 
São exercícios realizados para manter, desenvolver e melhorar a força e a resistência de um músculo ou músculos determinados. (Isso servirá de base para outros exercícios, tais como a aeróbica e a musculação).

Quando um movimento exigir, na sua execução, o envolvimento de 1/6 a 1/7 do total da musculatura esquelética, ele é localizado, dependendo, em primeiro lugar, do metabolismo local. Quando realizado várias vezes ou durante um período de tempo, necessita da capacidade motora denominada de resistência muscular localizada.

Contudo, não é sinónimo de musculação, pois na ginástica localizada só é possível a obtenção de um pequeno ganho de massa muscular.

Também não é sinónimo de exercícios aeróbicos que queimam mais gordura que os exercícios localizados, atendendo a que a gordura é a fonte principal de energia utilizada pelo nosso corpo nos exercícios físicos de baixa intensidade e de longa duração.

Uma sessão de ginástica localizada é faseada em :
  • Aquecimento (exercícios de aumento metabólico que deve ser lento e gradual);
  • Parte principal (são trabalhados os grandes grupos musculares);
  • Exercícios de solo (essencialmente exercícios para o abdómen, glúteos e adutores);
  • Relaxamento e volta à calma (desaceleração gradual dos parâmetros fisiológicos).
Há um treino em grupo, em primeiro lugar, em que executam todos os mesmos movimentos e exercícios, posteriormente, os alunos, em fila, vão realizar exercícios destinados aos vários grupos musculares, percorrendo as várias estações pré-determinadas.

Podem ser utilizados materiais como halteres, barras com anilhas, barras fixas e paralelas, steps, caneleiras, … Graças à criatividade do professor poderão ser criadas rotinas de exercícios. Os exercícios mais utilizados na ginástica localizada são os utilizados nas séries de musculação, com a diferença do descanso activo, mais utilizado na ginástica localizada. Esta recuperação activa, sob aspetos metabólicos, proporciona mais efeitos que a musculação. Proporciona o resultado final de um corpo mais seco, com menos “gordurinhas”.

Nesta actividade, o ritmo é muito importante. Assim, o recurso à música (não é obrigatório) torna o exercício mais agradável, como se o aluno estivesse a interagir com ela, cadenciando o exercício, tal como na aeróbica.

Com a ginástica localizada, é possível:

- melhorar a postura, treinando o corpo de forma equilibrada;

- aumentar a massa muscular de forma proporcional que equilibra estética e funcionalmente, em termos de harmonia, agilidade e flexibilidade;

- auxiliar a reduzir e a amortecer lesões do quotidiano ou dos esforços normais, tais como transportar compras, brincar ou carregar com os filhos ou praticar desportos. Os músculos ficam mais fortes e protegem tendões e ligamentos. Há uma melhoria no condicionamento físico e na resistência muscular localizada;

- preservar a massa muscular. Há um fortalecimento dos músculos, e mais massa gorda é perdida, com diminuição percentual de gordura, menor flacidez, uma perda de peso gradual e um emagrecimento saudável;

- modelar o corpo;

- melhorar o estado geral da saúde física, com fortalecimento dos glúteos, inclusivamente, e diminuição das inestéticas “gordurinhas” localizadas. Com esse objetivo, deve-se trabalhar com baixa frequência cardíaca, mas durante mais tempo;

- melhorar a disposição de espírito com aumento da auto-estima e do bem-estar emocional;

- auxiliar o sistema cardio-respiratório (a média da frequência cardíaca é muito alta);

- prevenir as alterações metabólicas que acompanham o envelhecimento.

Cada vez mais as pessoas procuram os benefícios estéticos e esculturais proporcionados por estes trabalhos resistidos com pesos.

Mas há que trabalhar, a um nível inicial, com o auxílio de um professor para orientar os novos pupilos neste tipo de exercícios da ginástica localizada. Há que conhecer as técnicas dos exercícios, as técnicas posturais e a execução dos movimentos correctos, sob pena de um desequilíbrio, trabalhando mais uma ou outra parte do corpo.

O aumento da carga deve ser progressivo e racional. Para tal, a disciplina, a técnica de execução e a qualidade do trabalho são mais importantes que uma carga excessiva. A sobrecarga apropriada para cada aluno está dependente das variáveis intensidade, duração e frequência.